O PET-Agronomia é um dos 842 grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) do Governo Federal. O grupo é formado por estudantes e um docente do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas.

Universidade Federal de São João del-Rei
Rua Sétimo Moreira Martins, 188 - Bairro Itapoã
Sete Lagoas (MG)

 

 

A revolução agrícola

24-08-2020 11:52

Um dos momentos mais importantes do processo de evolução da agricultura ao longo da história foi a Revolução Agrícola. Podemos dizer que houve duas revoluções agrícolas consideráveis. A primeira revolução ocorreu quando os povos nômades deixaram de andar de terra em terra quando os recursos se esgotavam, isso se deu devido a ampliação de conhecimento e técnicas para permanecer em um mesmo local de forma a continuar produzindo. Já a segunda revolução ocorreu após a revolução industrial com o avanço da tecnologia e mecanização dos trabalhos, ampliando e melhorando cada vez mais os processos produtivos. 

O processo de industrialização das sociedades propiciou a mudança de todo o espaço geográfico no meio rural, isso se deve à inserção de maiores aparatos tecnológicos na produção agrícola, tendo por consequência a maior mecanização do campo. Essa transformação materializou-se a partir do fornecimento de insumos da indústria para a agricultura, tais como maquinários, fertilizantes e objetos técnicos em geral. O desenvolvimento da revolução agrícola no mundo também esteve diretamente associado à expansão marítimo-colonial europeia, em que os povos europeus disseminaram as diferentes culturas pelo mundo por meio das plantations. No Brasil, o caso mais evidente foi à produção da cana-de-açúcar. Vale lembrar que essa interação entre colonos e colonizadores também contribuiu para a evolução agrícola, na medida em que técnicas antes pouco conhecidas passaram a ser aplicadas, a exemplo do terraceamento praticado tanto na China antiga quanto pelas civilizações pré-colombianas.

Fonte: PENA, Rodolfo F. Alves. "Evolução da agricultura e suas

técnicas"; Brasil Escola. Disponível em:

https://brasilescola.uol.com.br/geografia/evolucao-agricultura-suas-

tecnicas.htm. Acesso em 29 de junho de 2020.

Um dos momentos mais importantes do processo
de evolução da agricultura ao longo da história foi
a Revolução Agrícola. Podemos dizer que houve
duas revoluções agrícolas consideráveis. A
primeira revolução ocorreu quando os povos
nômades deixaram de andar de terra em terra
quando os recursos se esgotavam, isso se deu
devido a ampliação de conhecimento e técnicas
para permanecer em um mesmo local de forma a
continuar produzindo. Já a segunda revolução
ocorreu após a revolução industrial com o avanço
da tecnologia e mecanização dos trabalhos,
ampliando e melhorando cada vez mais os
processos produtivos.
O processo de industrialização das sociedades
propiciou a mudança de todo o espaço
geográfico no meio rural, isso se deve à inserção
de maiores aparatos tecnológicos na produção
agrícola, tendo por consequência a maior
mecanização do campo. Essa transformação
materializou-se a partir do fornecimento de
insumos da indústria para a agricultura, tais como
maquinários, fertilizantes e objetos técnicos em
geral.
O desenvolvimento da revolução agrícola no
mundo também esteve diretamente associado à
expansão marítimo-colonial europeia, em que os
povos europeus disseminaram as diferentes
culturas pelo mundo por meio das plantations. No
Brasil, o caso mais evidente foi à produção da
cana-de-açúcar. Vale lembrar que essa interação
entre colonos e colonizadores também contribuiu
para a evolução agrícola, na medida em que
técnicas antes pouco conhecidas passaram a ser
aplicadas, a exemplo do terraceamento praticado
tanto na China antiga quanto pelas civilizações
pré-colombianas.
 
Fonte: PENA, Rodolfo F. Alves. "Evolução da agricultura e suas
técnicas"; Brasil Escola. Disponível em:
https://brasilescola.uol.com.br/geografia/evolucao-agricultura-suas-
tecnicas.htm. Acesso em 29 de junho de 2020.