O PET-Agronomia é um dos 842 grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) do Governo Federal. O grupo é formado por estudantes e um docente do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas.

Universidade Federal de São João del-Rei
Rua Sétimo Moreira Martins, 188 - Bairro Itapoã
Sete Lagoas (MG)

Origem do quiabo no Brasil

22-03-2021 10:51


Fonte: https://www.brasildefatoba.com.br/2019/10/10/corpo-mente-e-espirito-nutridos-no-caruru-de-sete-meninos

O quiabo tem sua origem conhecida na África e foi trazido para o Brasil durante o período da escravidão. O quiabo é o fruto do quiabeiro de nome científico Abelmoschus esculentus, é um alimento que pode ser considerado uma das raízes da cultura gastronômica brasileira. Sua presença compõe pratos típicos regionais, seja como alimento ritual de festas religiosas como o Caruru - quiabo cozido com camarão seco - prato principal na homenagem da Bahia aos Santos Meninos (São Cosme e São Damião), seja através da tradicional culinária mineira, com o Frango com Quiabo e o Refogado de Carne com Quiabo.

Atualmente é cultivado em quase todas as regiões tropicais e subtropicais do mundo. Além de seu teor de vitaminas é uma boa fonte de cálcio e minerais. 

Nas regiões quentes do Brasil, o quiabeiro pode ser plantado o ano inteiro, de preferência de março a julho, quando os preços são mais compensadores. Já nas regiões de inverno mais rigoroso, a época de plantio ocorre de setembro a janeiro.

O período de safra começa em janeiro e se estende até maio e a colheita ocorre entre 60 e 80 dias após o plantio e se prolonga por três meses. Após esse período, a poda a 20 centímetros do chão permite nova brotação e segunda safra, em condições climáticas favoráveis.

A produtividade normal varia de 15 a 22 toneladas do legume por hectare. As variedades mais cultivadas no Brasil são de origem nacional ou norte-americana.

Fonte: https://www.portalsaofrancisco.com.br/alimentos/quiabo