O PET-Agronomia é um dos 842 grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) do Governo Federal. O grupo é formado por estudantes e um docente do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas.

Universidade Federal de São João del-Rei
Rua Sétimo Moreira Martins, 188 - Bairro Itapoã
Sete Lagoas (MG)

Origem dos Insumos

04-04-2022 11:58


       Insumos agrícolas são os elementos necessários para a produção de certo produto ou algum tipo de serviço. São compostos por:

  • Defensivos agrícolas: para o controle das pragas 

  • Fertilizantes: para nutrir os solos e vegetais

  • Equipamentos e máquinas: para viabilizar o plantio e o cultivo.

Estes insumos são utilizados de duas maneiras distintas, como fatores de produção, que consiste no capital, lucro, jornada de trabalho, máquinas e equipamento. E como matéria-prima, que representa a parte mais importante do produto e é utilizada com outros insumos durante o processo de produção.

       A importância do uso de insumos agrícolas se dá a partir do investimento na tecnologia. A tecnologia avançada no setor do agronegócio possibilita uma forma mais econômica e sustentável dos insumos. Com isso, é possível o controle da produtividade e crescimento em alta escala, maior lucratividade com a redução do uso de água, o combate a pragas e ervas daninhas e melhor qualidade do solo fértil utilizado.

       Embora os insumos agrícolas sejam utilizados em duas maneiras de produção, a agricultura orgânica e a agricultura tradicional, elas possuem particularidades e diferenças no modo de execução.

Agricultura tradicional: concentra-se no uso de tecnologia de adubos químicos, sintéticos e mecânicos. É um modelo de curto prazo, que prioriza a máxima produtividade animal e vegetal no menor período possível, com elevada eficiência no uso da terra.

Agricultura orgânica: concentra-se na utilização de diversas matérias-primas naturais para gerar produtos agrícolas, não utiliza produtos químicos industriais e segue um modelo de longo prazo, buscando a integração do meio rural e princípios de manejo e otimização para alcançar qualidade no produto.

Portanto, o uso de insumos agrícolas é importante independente de como for utilizado, e auxilia no resultado final da produção, seja no crescimento da produtividade ou na alta qualidade do produto.

      As atividades agrícolas estão em constante processo de inovação para obter maior produtividade. Durante a década de 1950, ocorreu de forma mais intensa o processo de modernização da agricultura que envolveu um grande aparato tecnológico provido de variedades de plantas modificadas geneticamente em laboratório, espécies agrícolas que foram desenvolvidas para alcançar alta produtividade, uma série de procedimentos técnicos com uso de defensivos agrícolas e de maquinários.
    Todo esse processo ficou conhecido na década de 1960 como Revolução Verde, programa financiado pelo grupo Rockefeller, sediado em Nova Iorque. Sob o pretexto de aumentar a produção de alimentos para acabar com a fome no mundo, o grupo Rockefeller expandiu seu mercado consumidor, fortalecendo a corporação com vendas de verdadeiros pacotes de insumos agrícolas.
      Esse programa surgiu com o propósito de aumentar a produção agrícola através do desenvolvimento de pesquisas em sementes, fertilização do solo e utilização de máquinas no campo que aumentassem a produtividade. Isso se daria através do desenvolvimento de sementes adequadas para tipos específicos de solos e climas, adaptação do solo para o plantio e desenvolvimento de máquinas. O aumento da produtividade agrícola foi expressivo, porém, a Revolução Verde não eliminou o problema da fome, pois os produtos plantados nos países em desenvolvimento (Brasil, México, Índia, entre outros), basicamente cereais, eram exportados em grande parte para países ricos industrializados como os Estados Unidos, Canadá e União Europeia.

Tipos de insumos agrícolas: 

Insumos biológicos: se encaixam em todo composto orgânico utilizado na produção agrícola, como esterco animal, fertilizantes naturais, adubos, insetos como abelhas polinizadoras ou predadores de pragas, restos de colheitas antigas que se misturam ao sol, etc.

 

Insumos químicos: incluem materiais vindos de minerais e rochas, como o calcário. Esse processo segue a mesma lógica dos adubos químicos e defensivos agrícolas.

 

Insumos mecânicos: são constituídos pelas máquinas, equipamentos, metodologias e implementos agrícolas, que também concentram as inovações tecnológicas. Alguns dos mais comuns são: os arados, semeadeiras, tratores agrícolas, pulverizadores e equipamentos de irrigação.

 

https://agropos.com.br/insumos-agricolas/

https://educador.brasilescola.uol.com.br/estrategias-ensino/a-modernizacao-agricultura.htm