O PET-Agronomia é um dos 842 grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) do Governo Federal. O grupo é formado por estudantes e um docente do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas.

Universidade Federal de São João del-Rei
Rua Sétimo Moreira Martins, 188 - Bairro Itapoã
Sete Lagoas (MG)

 

 

Produção de matéria seca e valor nutritivo de pastagem de capim-elefante sob irrigação e adubação nitrogenada

03-08-2019 10:12

Produção de matéria seca e valor nutritivo de pastagem de capim-elefante sob irrigação e adubação nitrogenada

 Cláudio Manoel Teixeira Vitor2, Dilermando Miranda da Fonseca3, Antônio Carlos Cóser4, Carlos Eugênio Martins4, Domicio do Nascimento Júnior3, José Ivo Ribeiro Júnior5 1 Projeto financiado pelo CNPq. 2 EPAMIG, Centro Tecnológico do Norte de Minas. 3 Departamento de Zootecnia - UFV, Viçosa - MG. 4 Embrapa Gado de Leite, Juiz de Fora - MG. 5 Departamento de Informática - UFV, Viçosa - MG. 

 

RESUMO - Avaliou-se o efeito de quatro doses de nitrogênio (100, 300, 500 ou 700 kg/ha) e seis lâminas d’água (0, 20, 40, 80, 100 ou 120% da evapotranspiração) na produção de matéria seca, nos teores de proteína bruta (PB) e fibra em detergente neutro (FDN) e na digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) do capim-elefante (Pennisetum purpureum, Schum) durante os períodos seco e chuvoso. As doses de nitrogênio constituíram as parcelas e as lâminas d’água, as subparcelas, segundo delineamento experimental de blocos completos ao acaso com quatro repetições. A produção de matéria seca acumulada no ano experimental e durante o período chuvoso aumentou linearmente em relação às doses de nitrogênio e às lâminas d’água aplicadas. Durante o período seco, a produção do capim-elefante aumentou linearmente de acordo com as doses de nitrogênio, mas ajustou-se ao modelo quadrático com as lâminas d’água aplicadas. O teor de PB de lâminas foliares + pseudocolmo aumentou linearmente com as doses de nitrogênio, tanto no ano experimental quanto nos períodos seco e chuvoso, e não foi influenciado pelas lâminas d’água aplicadas. O teor de FDN nas lâminas foliares + pseudocolmo das plantas foi influenciado negativamente pelas doses de nitrogênio durante o ano experimental e no período seco, positivamente pela irrigação no período chuvoso. A digestibilidade in vitro da matéria seca de lâminas foliares + pseudocolmo ajustou-se ao modelo quadrático de regressão de acordo com as doses de nitrogênio apenas no ano experimental e no período chuvoso e não foi influenciada pelas lâminas d’água aplicadas. No período seco, a digestibilidade in vitro da matéria seca não foi influenciada por nenhuma das lâminas d’água nem pelas doses de nitrogênio avaliadas.

 Palavras-chave: aspersão com distribuição em linha, estação chuvosa, estação seca, estacionalidade da produção, Pennisetum purpureum

DOI: https://www.locus.ufv.br/bitstream/handle/123456789/14958/a06v38n3.pdf?sequence=1