O PET-Agronomia é um dos 842 grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) do Governo Federal. O grupo é formado por estudantes e um docente do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas.

Universidade Federal de São João del-Rei
Rua Sétimo Moreira Martins, 188 - Bairro Itapoã
Sete Lagoas (MG)

Histórico do girassol

09-08-2021 17:02


O girassol pertence ao gênero Helianthus, família das Compostas, sendo o H. annuus L. o girassol comum. É uma planta anual, geralmente de haste única e com uma inflorescência no seu ápice.

O girassol é uma planta de grande importância econômica, sendo uma das quatro maiores culturas oleaginosas produtoras de óleo vegetal comestível utilizado no mundo. Seu cultivo obteve sucesso em todo o mundo, em mais de 20 milhões de hectares. Os maiores produtores mundiais são a Rússia, a Argentina e os Estados Unidos.

É uma planta nativa da América do norte, e pode ser encontrado em sua forma selvagem do Canadá até a América do Sul.  Evidências arqueológicas revelam o uso do girassol entre os índios americanos. Pelo menos uma referência menciona que o cultivo do girassol teve início no Arizona e no Novo México cerca de 3.000 a.C..

Na Europa, supõe-se, que o girassol foi introduzido no início do século XIV. Ele chegou à Rússia no século XVIII, inicialmente como planta ornamental e, por volta de 1830, teve início a produção de óleo de girassol em escala comercial. A partir daí, sua expansão foi rápida; no início do século XX, existiam fábricas que processavam as hastes de girassol para produção de potássio uma vez que as hastes secas contêm cerca de 5% desse elemento.

Foi introduzido no Brasil pelos colonizadores europeus que se estabeleceram no Sul e que de início, consumiam suas sementes torradas e fabricavam uma espécie de chá rico em cafeína. O uso de sementes de girassol para produção de óleo em bases mais econômicas, ocorreu no Estado de São Paulo a partir de 1902. No século XX, artigos publicados em alguns jornais de São Paulo mostraram essa espécie como uma excelente forrageira, principalmente para a bacia leiteira daquele estado. Também foi ressaltada a sua importância como cultura melífera. Além disso, destacava-se o uso das sementes na alimentação de pássaros.

Porém a cultura não conseguiu se estabelecer no Brasil até meados de 1970 como uma cultura expressiva, devido à pouca detenção de tecnologia de produção e estímulos de mercado. Somente a partir da década de 1990, deu-se uma nova importância ao cultivo do girassol, principalmente no Centro-Oeste, destacando-se, os estados de Goiás, e Mato Grosso do Sul. Atualmente Os estados de Mato Grosso, Minas Gerais e Goiás são os principais produtores de girassol, onde geralmente é cultivado em segunda safra, após a soja.

Fonte: https://sitioduascachoeiras.org.br/girassol-importancia-e-utilizacao/