O PET-Agronomia é um dos 842 grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) do Governo Federal. O grupo é formado por estudantes e um docente do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas.

Universidade Federal de São João del-Rei
Rua Sétimo Moreira Martins, 188 - Bairro Itapoã
Sete Lagoas (MG)

 

 

Origem dos Sistemas Agroflorestais

26-04-2021 14:26

A origem do sistema de agroflorestas, assim como a agricultura orgânica, teve seu inicio depois da Revolução Verde. 

Os primeiros conceitos de Agrofloresta aparecem nas mãos de Robert Hart, inspirado pelo trabalho de J.Russel e Toyohiko Kagawa, Hart cunha o termo Forest Gardening ou Jardinagem de Floresta. Ele apresenta o plantio por estratos florestais, que ele divide em 7 estratos florestais uma das premissas básicas da Agrofloresta.

No Brasil o termo Agrofloresta chega pela Embrapa, que conceitua como um consórcio entre espécies florestais/lenhosas e anuais/herbáceas. A necessidade dessa técnica vem do esgotamento dos recursos florestais no país ao longo dos anos pois era visto como um recurso infinito. No Brasil e no mundo tropical existem condições ambientais e socioeconômicas favoráveis para diferentes sistemas de uso da terra, desde monocultivos intensivos em um extremo até a manutenção da cobertura natural em outro. Os sistemas agroflorestais podem contribuir para a solução de problemas no uso dos recursos naturais, por causa das funções biológicas, e socioeconômicos que podem cumprir. A presença de árvores no sistema traz benefícios diretos e indiretos, tais como o controle da erosão e manutenção da fertilidade do solo, o aumento da biodiversidade, a diversificação da produção e o alongamento do ciclo de manejo de uma área.

O movimento Agroflorestal no Brasil ganha força com Ernest Gotsch, que desenvolve o termo Agricultura Sintrópica. Além de se diferenciar da conceituação proposta pela Embrapa, Ernest cria diversas técnicas de implantação e consórcios que visam a otimização de energia e aproveitamento de area, estratos e produção.

Baseando-se num sistema orgânico agroflorestal, Ernest ganha muita visibilidade com o seu trabalho de regeneração de uma fazenda na Bahia, sua fazenda é hoje referência em Agrofloresta e Agricultura Sintrópica no Brasil. Onde ele demostra a efetividade de seus conceitos e o desenvolvimento sua forma de plantio.


Fonte: http://quintalflorestal.com.br/agrofloresta/

http://saf.cnpgc.embrapa.br/publicacoes/01.pdf