O PET-Agronomia é um dos 842 grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) do Governo Federal. O grupo é formado por estudantes e um docente do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas.

Universidade Federal de São João del-Rei
Rua Sétimo Moreira Martins, 188 - Bairro Itapoã
Sete Lagoas (MG)

Fluxos de Carbono de Diferentes Poças em uma Área Minada em Recuperação no Estado de Minas Gerais, Brasil

26-01-2022 11:14

Autores: Dener Márcio da Silva Oliveira, Ivo Ribeiro da Silva, Gilberto de Oliveira Mendes, Aline de Almeida Vasconcelos, Gustavo Conforti Ventura Mayrink, Ernst Eduard Jan Verburg.


Resumo

Apesar dos benefícios do cultivo de gramíneas e da adubação orgânica em áreas de mineração em recuperação, essas práticas podem estar associadas a emissões de CO 2 e perdas de matéria orgânica do solo (MOS) por efeito de priming. No presente estudo, avaliamos as mudanças nos reservatórios de MOS e nas emissões de C-CO 2 em uma área de mineração de bauxita sob recuperação fertilizada com cama de frango (PL) (0, 10, 20 e 40 Mg ha −1 ) e cultivada com Brachiaria brizantha . Aumentos de cerca de 3,5 vezes no C lábil do solo foram observados 1 ano após o estabelecimento do experimento. Altos fluxos de C-CO 2 e um efeito significativo de priming positivo foram observados na presença de B. brizantha, aumentando a mineralização de C nativo em quase 4,9 vezes. No entanto, nenhuma perda líquida de C do solo foi detectada, provavelmente devido aos aportes de C derivados de B. brizantha , que compensaram essas perdas. De fato, o capim aumentou o C orgânico total em 45% quando adubado com 40 Mg PL ha −1 . Os dados obtidos sugerem que o cultivo de B. brizantha adubado com PL pode ser uma opção promissora para rápida recuperação da MOS em áreas em recuperação. Copyright © 2016 John Wiley & Sons, Ltd.


Para ler mais: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/ldr.2601