O PET-Agronomia é um dos 842 grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) do Governo Federal. O grupo é formado por estudantes e um docente do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Sete Lagoas.

Universidade Federal de São João del-Rei
Rua Sétimo Moreira Martins, 188 - Bairro Itapoã
Sete Lagoas (MG)

 

 

NÍVEIS DE ADUBAÇÃO NA COMPOSIÇÃO CENTESIMAL E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE BERINJELA

14-10-2020 09:31

Autores: Andreia Aparecida dos Anjos Chagas,  Luciene Aparecida de Oliveira, Lanamar Almeida Carlos, Ernani Clarete Silva

Resumo: A berinjela (Solanum melongena L.) tem grande importância nutricional e socioeconômica, sendo cultivada e comercializada em vários países. Apresenta em sua composição componentes essenciais que são responsáveis por manter o bom equilíbrio do corpo. Possui alto teor de água, sais minerais (cálcio, fósforo, potássio e magnésio) e vitaminas (B1, B2, B3 e C). A nutrição mineral da planta quando executada de maneira adequada promove melhoria tanto na qualidade quanto também na produtividade. Dentre os principais nutrientes, fósforo (P) e potássio (K) se destacam, por serem fundamentais ao desenvolvimento das plantas. Objetivou-se avaliar os efeitos da adubação fosfatada e potássica na composição centesimal e na atividade antioxidante da berinjela. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados em esquema fatorial 4 x 4 com quatro repetições. Os fatores em estudo foram quatro doses de P2O5 (0, 60, 120 e 180 kg.ha-1) e quatro doses de K2O (0, 25, 50 e 75 kg.ha-1).  Foram avaliados os conteúdos de cinzas, proteínas, taninos e atividade antioxidante através dos métodos ABTS e DPPH. Os dados foram submetidos à análise de variância, utilizando o software R core team. As doses de K não influenciaram nas características físico-químicas e nem na atividade antioxidante. As doses de P e K tiveram efeitos significativos no teor de proteína, onde as combinações 180 kg.ha-1 de P com 50  kg.ha-1  de K e 0 kg.ha-1 de P com 75  kg.ha-1  de K proporcionaram os maiores aumentos.

 

Para ler mais, vá em: https://ojs3.perspectivasonline.com.br/biologicas_e_saude/article/view/1772